COVID-19 Araraquara: Cidade registra 6 óbitos em 24h

Um dos pacientes em óbito tinha 35 anos. Foram mais 190 confirmações em 24h. Confira os detalhes e as informações no Portal Hora1. Clique na foto:

COVID-19 Araraquara: Cidade registra 6 óbitos em 24h
Araraquara - Foto reprodução.

Foram 396 pacientes que buscaram atendimento na rede municipal de saúde nas últimas 24h. Destes, 45% estavam com COVID-19, ou seja, 179 pacientes que, somados aos 11 pacientes confirmados na rede privada – 11 – totalizam 190 casos confirmados em 24h na cidade, totalizando desde o início da pandemia 13.683 casos confirmados para COVID-19.

Hoje, 231 pacientes estão internados. Destes, 165 estão em enfermaria – 5 suspeitos e 160 confirmados. E 66 estão na UTI – 2 suspeitos e 64 confirmados. Do total de 231 internados, 189 são moradores de Araraquara e 42 são de outros municípios e foram transferidos para hospitais da cidade.

Com relação às internações nos serviços hospitalares que disponibilizam leitos para Covid-19 (públicos e privados), a cidade conta hoje com uma taxa de ocupação de 100% de leitos de enfermaria e 100% de UTI.

Hoje, a Santa Casa de Araraquara tem 22 pacientes internados com Covid-19, a Unidade de Retaguarda do Melhado tem 23 pacientes e o Hospital de Campanha tem 37 pacientes.

Foram notificados, até o momento, 177 óbitos decorrentes de Coronavírus. Os 6 óbitos mais recentes são:

Homem de 43 anos, com comorbidades, que estava internado em hospital particular desde o dia 12 de fevereiro.

Mulher de 91 anos, sem comorbidades, que estava internada em hospital particular desde o dia 18 de fevereiro.

Homem de 35 anos, com comorbidades, que estava internado em hospital da rede pública desde o dia 15 de fevereiro.

Mulher de 78 anos, com comorbidades, que estava internada em hospital particular desde o dia 19 de fevereiro.

Mulher de 61 anos, com comorbidades, que estava internada em hospital em hospital da rede pública desde o dia 11 de fevereiro.

Mulher de 70 anos, com comorbidades, que estava internada em hospital particular desde o dia 12 de fevereiro.

Todos os positivados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pelas equipes da Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.